Quem somo nós?

“Nós não poderíamos ficar sentados e descansado nos bastidores durante mais tempo"

Somos crianças da escola primária "De Zevensprong" na cidade de Leuven, na Bélgica. Temos entre 8 e 12 anos de idade. E estamos preocupados. Na semana passada, alguém foi picado por um mosquito. Alguém mais sofreu o primeiro ataque de febre do feno em fevereiro! É suposto ser inverno.

Na tv e no youtube notamos que muitos jovens e também adultos estão muito preocupados com o efeito da mudança climática. Mas nossos governos parecem surdos e cegos para a mãe de todos os problemas: o aquecimento global.

Quando Greta Thunberg fez seus discursos durante as reuniões dos líderes dos países mais ricos do mundo, isso deu-nos muita inspiração na nossa escola. Quando Anuna De Wever convocou os jovens a acordar os ministros na Bélgica, deixámos de estar com as costas encostadas. Depois de duas grandes manifestações climáticas em Bruxelas, queríamos que nossas vozes fossem ouvidas também.

Primeiro, queríamos juntar-nos a estas manifestações semanais em Bruxelas, mas isso acaba por ser bastante difícil. Em primeiro lugar, Bruxelas é uma cidade muito grande; o nossos pais estariam preocupados em nos perdermos. Em segundo lugar, não podemos viajar de comboio sem que os adultos se juntem a nós. Finalmente, os comboios para Bruxelas para essas demonstrações estão superlotados. É por isso que decidimos com a nossa escola organizar uma manifestação local em Leuven, juntamente com outra escola. Fomos bem sucedidos em reunir 3.500 crianças da escola primária na praça principal em frente à famosa biblioteca universitária de Leuven. Mostramos as nossas targetas, escrevemos discursos e fizemos entrevistas com os muitos jornalistas que viajaram para Leuven. Nossa demonstração foi coberta nos noticiários da TV local e nacional: as nossas entrevistas apareceram em quase todos os jornais belgas e nas redes sociais nossas fotografias e vídeos foram amplamente compartilhados.

Não somos jovens demais para falar sobre esses assuntos, como algumas pessoas afirmam nas redes sociais e em vários jornais? Não, nós não somos jovens demais. Somos espertos o suficiente para ouvir cientistas. Nós entendemos todos os detalhes técnicos? Não, nós não. Mas nós entendemos o que realmente importa. Essa é a diferença entre nós e a maioria dos políticos hoje. Entendemos que estamos perto do ponto sem retorno para a mudança climática. Então, perdemos o controle sobre o sistema climático. Um famoso biólogo britânico (Sir David Attenborough, nota dos editores) chega a afirmar que esse pode ser o começo do fim para a humanidade.

Queremos lutar por um futuro habitável, para nós como crianças e para as futuras gerações. É por isso que queremos iniciar esta petição e chamamos as crianças de todo o mundo para entrar em ação. Com a ajuda de seus pais, as crianças podem assinar esta petição para convencer seus professores a iniciar ações climáticas em sua cidade local. E eles podem pedir a seus governos que comecem a implementar políticas climáticas efetivas.

Ilyas, Mare, Sep, Ella, Malaika, Kaat, Eko, Fee, Toon, Nina, Aran, Dora, Aldo, Ferre, Jaan, Pina, Marian, Laia, Mare, Uma, Adam, Otis, Hannah, Elin, Sari, Lowie, Ooke, Alicia, Jolien, Jasmin, Stella, Eva, Pia, Flo, Roosje, Roos, Stan, Nicolas, Osaïd, Liam, Marthe, Rinus, Dilges, Fadma, Sam, Arno, Bink, Lou, Jolien, Gitte, Jeta, Jarne, Elodie, Amber, Joschka, Eflin